7 Anos de Casados
Rojo Tango
Alongamento de Cílios
Água Saborizada

Essa semana estava vendo as fotos do aniversário de um aninho da minha afilhada e me deparei com a imagem de uma Carol com seus quase 150 quilos. Foi assustador, confesso… Mas quando coloco as imagens assim, uma do ladinho da outra:


 photo 20150818_203302000_iOS.jpg

Fico mais aliviada de saber que venci a obesidade. Ainda estou gorda, eu sei. Mas já saí da super obesidade e me encontro acima do peso. Fiquei um tempão pensando em tudo que mudou na minha vida e queria compartilhar com vocês algumas coisinhas que vocês nem imaginam que tenham mudado.


Porque além da aparência e das coisas obvias (saúde, pele, cabelo, sono, auto estima…) umas coisinhas muito interessantes mudaram na minha vida depois que comecei a emagrecer.


– Minha visão: ok, ainda preciso do óculos. Mas de acordo com uma das minhas médicas, com o excesso de peso e retenção de líquidos meus músculos oculares se moviam com menos intensidade. Ou seja, mais cegueta do que deveria.


– Finalmente aprendi a diferença entre fome e vontade de comer. Nunca imaginei que fosse ser capaz de reconhecer a diferença. Quando comecei a comer de 3 em 3 horas e beber muita água deu para sacar logo nos primeiros dias quando eu precisava comer ou quando era apenas olho gordo querendo mastigar.  Isso eu nunca imaginei que fosse conseguir. 


– Paladar mais apurado. Depois que eliminei vários venenos da minha alimentação diária (glutamato, sódio em altos níveis, açúcar aos montes…) meu paladar ficou tinindo. Consigo sentir os temperos das coisas, o docinho da cenoura nunca foi tão saboroso, o azedinho do kiwi e apreciar um iogurte desnatado sem açúcar com uns pedaços de morango cortados na hora são sensações mais maravilhosas do que qualquer fast food pode me dar. Fiquei super mais crítica para comidas salgadas de mais, com muita gordura ou muito açúcar. Sorvete de máquina (o de baunilha que tomamos na casquinha) se tornou uma grande ‘eca’ na minha vida. Gente, aquilo tem gosto de gordura pura! Não desce de jeito nenhum… 


– Essa eu não sei a explicação científica, mas fiquei menos irritada. Perco a paciência com menos frequência.  Não sei porque. Mas depois que a eliminação de peso começou passei a ter mais controle dos meus nervos. Ser mais atenta, mais tranquila, mais de ‘boas‘. 


– Como nem tudo são flores, fiquei mais friorenta. É óbvio eu sei. Mas não pensei que fosse ser tão grande a diferença. Antes eu quase não sentia frio e agora parece que meu corpo está se adaptando a nova porcentagem de gordura então sinto um frio bem louco. As vezes nem esta frio e eu fico gelada. Estou aprendendo a sempre andar com um casaquinho. Até eu mesma entender melhor como esse meu novo corpo funciona.


De resto são mudanças que eu já esperava: mais disposição, fim das dores nos pés e joelhos, pele mais linda, cabelos e unhas mais fortes e saudáveis, menos preguiça e muito amor por caber em roupas que nunca pude usar pois não existiam no meu tamanho.


Essa mudança toda está sendo super divertida de curtir. O mais importante é que foi uma decisão minha. No meu tempo. Passei anos ouvindo todo tipo de parente e ‘amigos’ sem noção me enchendo o saco para emagrecer. Tive muita paciência com eles para não mandar para um lugar feio.
A questão é que essa mudança é tão pessoal, tão íntima e tão sincera que somente nos mesmo podemos determinar quando irá acontecer. Fico feliz por ter esperado o meu tempo e agora poder viver essa fase de forma plena e leve.

O apoio da minha mãe, meu marido e meus irmãos (únicos que sempre me apoiaram a ser feliz como eu escolhesse) foi essencial desde o início. Eles sempre me deram força para ser feliz independente do que a balança dizia. E assim eu consegui ter o entendimento para mudar. Obrigada! <3

E a mensagem que eu quero deixar é: você consegue. Eu não sei qual é o seu sonho, não sei quais são suas metas, mas sei que você pode conseguir tudo que sua mente desejar. Parece discurso motivacional bobo né?
Olha a foto do início do post. Eu me alimentava praticamente de pizza e hambúrgueres. Nunca dei importância para minha alimentação e exercícios.  E hoje só como comida de verdade e luto para sair do sedentarismo.

Quer bater um papo comigo? Vai lá na fan page do blog e me chama. Quem estiver precisando de uma força para perder uns quilinhos, para mudar de emprego, de cidade, para sair de um relacionamento abusivo ou só quer conversar com alguém, pode contar comigo. Eu sei como você se sente.



Vamos, mas vamos juntos porque juntos somos mais fortes!



Beijoooos

 
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...