Aprendendo a relaxar

relax1

Os últimos dias foram super cheios para mim. Me aborreci com o trabalho, não dei conta dos meus afazeres em casa e me senti muito mal com isso. Consequentemente na hora de dormir fico me martirizando por tudo que não consegui fazer durante o dia e acabo tendo noites inteiras de insonia e dias nada produtivos.

 

Para colocar o organismo em ordem preciso desacelerar e relaxar. Não é fácil para mim desligar dos problemas.

Tento muito deixar tudo de ruim na porta do meu quarto. Da porta para dentro é meu SPA, meu refúgio, meu abrigo. Dentro do meu quarta nada, supostamente, deveria me aborrecer.

 

Para acalmar a ansiedade e nervosismo recorre a alguns truques:

 

Respiração: foco na respiração, inspiro e expiro por longos períodos, sempre bem concentrada na entrada e saída de todo o ar.

 

Alimentação: quando estou assim evito comidas pesadas e doces. Sim, açúcar não me ajuda a relaxar e ainda acaba com a minha dieta. Dou preferência para minhas saladas favoritas, muitos legumes e folhas. Esses alimentos possuem grandes propriedades no funcionamento do nosso corpo. Uso e abuso disso.

 

Banho: isso me acalma muito. Um bom banho (quente ou frio- depende do tempo), luz de velas, muitos produtos cheirosos, minhas músicas favoritas tocando e zero preocupações na mente. Quando acabo me seco devagar, hidrato cada pedacinho do meu corpo com algum óleo bem cheiroso, penteio os cabelos ainda molhados e deixo secar naturalmente (secador me estressa).

 

Mimos: marido me conhece e sabe quando estou em uma fase ruim. Ele deixa alguns bilhetes espalhados pela casa, compra vinho e pega leve nas cobranças e nos papos. Aproveito para ir tomar café com as amigas, conversar sobre futilidades, mesmo que fique mais quietinha na minha ouvindo, sair com quem gostamos faz bem sempre.

 

Paisagem: para repousar o olhar nada melhor do que a chuva na janela ou um mar azul cheio de barquinhos. Aqui onde moro tenho a oportunidade de dar poucos passos e estar de frente com uma imagem dessas. E isso me tranquiliza bastante.

 

Me jogar: ah gente, quando nada disso resolve sempre é válido ir para piscina, tomar uns bons drinks com os amigos, sair para dançar muito pop anos 2000 e ir cantando bem alto dentro do carro. Me acabo de beber, dançar, gritar, cantar, beijar na boca e chego em casa MORTINHA e de alma lavada. Fica difícil ficar estressada no dia seguinte, eu juro!

 

Assim que dou uma melhorada no humor, pego meus cadernos, notebook e Ipad, reorganizo minha vida e metas e começo tudo de novo. Meus planos e horários ficam definidos. É assim sempre. Não vale a pena desistir. Podemos até passar por períodos ruins e ânimo abaldo, mas a regra é sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Se tem alguém ae passando por isso, vamos conversar? Uma palavra amiga, um apoio, um abraço (mesmo que virtual) têm seu valor! <3

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...