7 Anos de Casados
Rojo Tango
Alongamento de Cílios
Água Saborizada
Caraca hein… Quanto tempo! Fiquei bem sumida por aqui pois estive correndo atrás de uma grande (!) mudança em minha vida. Qualquer pessoa que me conhece pessoalmente ou que visse minhas fotos conseguia facilmente notar que sempre tive seios fartos. Muito fartos. No auge da minha obesidade usei sutiã 58/60 (nunca encontrei essa numeração aqui no Brasil).

Fevereiro de 2014


Desde minha adolescência sempre tive muito mais peito que as meninas da minha idade e confesso que amava isso. Sempre curti muito encher os decotes. Depois da minha perda de peso e passar dos 25 anos, carregar todo aquele peso nos ombros e costas não era mais tão agradável. Foi quando tomei a decisão de procurar um profissional que entendesse a minha demanda e fosse capaz de satisfazer esse meu desejo da melhor forma possível.

Minha pesquisa teve como requisitos: resultados de cirurgias anteriores, indicações de pacientes que tiveram um bom suporte no pré e pós operatório e claro que fizesse parte do SBCP (cirurgia plástica SOMENTE COM CIRURGIÕES PLÁSTICOS, OK?).

Depois de duas consultas escolhi meu médico. Super atencioso, simpático (não sei por que a maioria é bem metidinha e arrogante) e muito competente. Me senti segura e sabia que ele ia me deixar da melhor forma possível. É muito importante não termos expectativas irreais nesse momento. A minha cirurgia era de grande porte, envolvia vários riscos e o doutor me explicou tudo direitinho. Conversei sobre tudo que ele me disse com minha família. Bati um papo esperto com meu marido sobre todas as questões sexuais que isso poderia acarretar…
Enfim, me preparei psicologicamente para minha grande mudança.

E claro, fiz todos os exames que o doutor pediu e estava tudo perfeito. Mente e corpo preparados para entrar na faca!
A mamoplastia de redução é feita assim:


Como eu perdi muito peso e gosto de ter os seios fartos, escolhi junto com meu médico colocar uma prótese de 250ml (prótese de poliuretano – melhor aderência) para dar mais formato e ‘recheio’ depois da redução.

A recuperação desse procedimento é muito delicada e meu marido trabalho o dia todo fora de casa, me preparei para passar muitos e muitos dias na casa da minha mãe. Então se você está pensando em fazer a redução, veja se poderá se ausentar do trabalho por tanto tempo e se terá alguém totalmente a disposição para te ajudar e cuidar.


Ah, meu plano de saúde não autorizou a cirurgia (colocaram vários empecilhos) e por motivos pessoais eu precisava fazer o procedimento ainda em agosto, então fiz particular mesmo. Não vou passar valores pois muitas variantes entram nessa conta e cada caso é um caso. O melhor é você conversar com o médico sobre isso.

E agora o fim do mistério: meu médico escolhido foi o doutor Acrysio Peixoto de Souza. Ele atende na Barra da Tijuca aqui no Rio de Janeiro e aceita alguns planos de saúde. Entre no site dele e qualquer dúvida entre em contato. Toda a equipe é fantástica.

Ainda terão muitos outros posts nesse tema contando mais detalhes de todas as etapas. Se rolar alguma dúvida que eu possa ajudar, podem mandar,ok??
cc04

Todo mundo já parou para pensar no famoso ‘E SE…‘ alguma vez na vida. A realidade é que cada decisão que tomamos muda completamente o nosso futuro. Cada pequena escolha e decisão cria uma vida nova para a gente nos próximos minutos, dias, meses, anos…


Não adianta você reclamar da sua vida ‘over and over again‘ e continuar fazendo escolhas erradas e nocivas. Está na hora de se situar, assumir uma postura, tomar as rédias da sua vida e mudar! Afina, você já é adulto. Seus pais não podem mais podar seus atos, nem cuidar de cada pequeno tombo seu…Infelizmente (ou não).


Quando eu tinha meus 15 anos e fazia todas as coisas que uma menina de  15 anos quer fazer, confesso que não pensava nas consequências. Vivi muita coisa legal e inesquecível. Também me dei muito mal. Claro que todas as vezes que quebrei a cara aprendi uma lição. Mas hoje, no alto dos meus 28 anos sou extremamente metódica e analiso cada consequência de meus atos irão me causar. Não quero mais quebrar a cara, quero acertar e ser cada vez mais feliz.


Não, minha vida não é perfeitamente calculada. Muita coisa dá errado. Mas muita coisa dá certo. Bem mais que errado. E quanto mais eu penso antes de agir, mais eu gosto desse negócio de pensar melhor.


Isso tem acompanhado todos os setores da minha vida. Seja na hora de comer uma besteira na rua, escolher uma roupa de cama na loja, aceitar um trabalho e até mesmo em simples conversas.


Gosto de estar no controle da minha vida. Poder pensar ‘isso deu errado porque eu vacilei ali e isso deu certo pois eu mandei bem aqui’ me deixa mais segura para seguir com vários planos futuros que tenho. Não sou hipócrita, claro que acabo me rendendo aos meus impulsos várias vezes. Até a maior loucura que já fiz sem pensar muito, consegui contornar bem as consequências por estar no controle das outras coisas. Então acaba compensando.


Assim eu consigo me dar uma folga de vez em quando da razão e agir com o coração. Demorei muito para entender como era esse lance de viver bem. Apanhei muito antes de poder me olhar no espelho e dizer que sou plena, gostar de quem me tornei, tudo que conquistei e sei que amanhã será ainda melhor. Desejo isso a todo mundo! Essa sensação é fantástica.


Também me sinto bem quando estou trabalhando e rendendo. Tem dias que nada saí direito e fico super frustada, sem vontade de sair de casa, de falar com ninguém… Em contrapartida quando eu rendo legal… Nossa, eu me sinto a dona do mundo!!! Por isso prezo muito a rotina do Home Office, para sempre render legal nos trampos.


Tenho sonhos e almejo coisas grandes. Mas vou contar um segredo: minha vida é muito melhor do que eu imaginei que seria nessa idade e eu amo viver cada momento disso.  Quando era mais nova eu dizia que nunca ia casar, que queria ser mãe solteira, morar em um grande centro urbano sozinha… Quem diria que casar com o amor da minha vida, morar no interior e sem pressa para ter filhos iria me fazer tão bem?!


E vocês? Me contem um pouco de como vocês planejam a vida adulta de vocês…

Hoje vou responder um tag chamada ‘Espelho, espelho meu’, que fui indicada tem um tempo já, tinha começado a responder e parei. Hoje é o dia de terminar… Vamos lá:

1. Você gosta do seu nome ou mudaria?
Adoro meu nome. Meu primeiro nome (Mara) é o mesmo da minha mãe e também amo ser Carol. Mas quando era menor eu queria me chamar Natacha por causa da novela Vamp… Quem nunca, né?

2. Gostaria de ser mais velha ou mais nova?
Minha infância foi numa época muito boa, antes de toda a tecnologia, porém pude aproveita-la na juventude. Então gosto bem do período que nasci (1987).

3. Você queria ter nascido loira, morena, ruiva, negra ou mulata?
Queria ser mais morena como minha mãe (estilo índia). Mas gosto de ser branquinha do cabelo escuro e olhos claros. Até porque, cabelo a gente pinta né!!



4. E quanto a cor dos olhos, azuis, verdes, castanhos ou pretos?
Queria ter os olhos verdes (igual mamãe e papai). Só que todo mundo elogia tanto os meus azuis que já aprendi a gostar deles como são. Mesmo sendo super sensíveis.

5. Seu cabelo é natural ou tingido?
No momento, natarual. Castanho escuro.

6. Gostaria de ser mais alta ou mais baixa?
Mais alta. Tenho 1,67. Me acho baixinha.

7. Gostaria de ser mais magra ou mais encorpada?
Estou na luta pelo corpo que me agrada.

8. Você é mais menininha ou mais desencanada?
Super menininha. Fui criada por duas mulheres lindas, minha mãe e minha avó. Ambas muito vaidosas e me ensinaram muito a me cuidar e me sentir linda como sou. Passar um batom para ir na padaria, pentear e hidratar o cabelo, passar hidratante e perfume várias vezes ao dia… Tudo isso eu aprendi desde pequena e hoje faço sem neuras e na maior naturalidade. Não é nenhum sacrifício pra mim.

9. Você prefere usar calça jeans ou shorts jeans?
Calça. Mais elegante.

10. Vestido ou saia?
Vestido… Saia fica terrível em mim.

11. Macacão ou jardineira?
Passo.

12. Prefere usar, sapatilhas e saltos? ou tênis e chinelos?
O que a situação e meu humor preferirem.

13. Você compra mais produtos de maquiagem e cosméticos? ou roupas e acessórios?
Ai gente, eu compro tudo que eu estou com vontade. Tem mês que dou preferência para roupas e acessórios e outro para make e cosmético…

14. Você se arruma mais para o dia, tarde ou noite?
Se eu vou sair de casa eu estou arrumada. Não importa a hora ou para onde eu vou. Mas se for ficar em casa eu ligo o ‘mendigo style’.

15. Qual celebridade você gostaria de ser?
Nenhuma. Eu amo ser eu! <3

16. Se defina em 3 PALAVRAS.
Exagerada. Plena. Exagerada.

Não vou indicar ninguém, quem quiser responder, só responder e me marca para eu ler suas respostas né?!
Espero que tenham gostado… Acho que nunca tinha respondido nenhuma tag nessa fase nova do blog.

Tem feriado chegando hein… Descansar, relaxar, namorar, comer… hummmm!!!!

Beijoooos