Coletor Menstrual
Rojo Tango
Alongamento de Cílios
TT Burguer


Quem já ouviu falar no Escape 60 ? Até pouco tempo eu também não. É uma experiencia bem diferente do que estamos acostumados no nosso limitado mundo do entretenimento, pioneira no setor dos jogos de fuga.
Consiste em um ambiente de mistério e especialmente desenvolvido para aguçar suas habilidades e sua inteligência. Vocês serão trancados em uma sala e terão uma hora para decifrar códigos, achar itens escondidos, resolver enigmas e conseguir encontrar a saída. Você e sua equipe precisam trabalhar juntos, serem atentos, ágeis e bem criativos. Cada sala tem uma história, um cenário e pistas diferentes.


É um ótimo jeito de empresas estimularem o trabalho em equipe dos seus colaboradores, em algumas salas você pode fazer festa com bolo e docinho e claro, formar um grupo de amigos e ir brincar de CSI (é na mesma pegada desses programas de investigação).

Já fui duas vezes e só consegui sair de uma das salas, sendo que a que eu não saí possuía desafios mais fáceis, porém as pistas eram impossíveis de serem desvendadas rápido… Pelo menos eu e meu grupo achamos isso.
É imprescindível que tomemos muito cuidado com os spoillers para não estragar a brincadeira de ninguém, então não vou nem dizer em quais salas já fui… Mas fica a dica até mesmo quando você estiver próximo aos locais do Escape: não fique conversando alto com seus amigos de como foi sua sala e os mistérios. As pessoas que estão passando por ali podem ouvir e ter tudo estragado por uma frase ouvida na esquina.

As salas são seguras, com ar condicionado, exite um botão de pânico para se alguém do grupo quiser sair (quem aperta o botão sai da sala e não pode retornar, porém o resto do grupo pode seguir com a brincadeira).

Por enquanto aqui no Brasil tem salas em Fortaleza, São Paulo, Minas Gerais, Curitiba e Rio de Janeiro.
E em SP tem o  Escape 60 Xtreme. Que é a oportunidade perfeita para você enfrentar seus medos e viver situações que deixarão suas emoções à flor da pele. Vocês serão trancados em um ambiente com vários cômodos e terão uma hora para interagir e conseguir encontrar a saída, tudo isso em torno de uma história e de personagens que irão te surpreender. Dentro das salas, atores irão interagir com sua equipe, tornando a experiência ainda mais aterrorizante.

Eu perguntei aos funcionários se tinha alguma possibilidade de tomar sustos, alguém entrar fantasiado ou seila, nas salas que fui (nenhuma era do Xtreme). Eles me explicaram que o objetivo do jogo não é gerar medo. Mas pode acontecer de algum barulho te assustar, mesmo não sendo esse o objetivo. E atores mesmo só no Xtreme. Porém no Halloween pode ser que rolem alguns zumbis em algumas salas… 0_0

No site existem todas as informações das salas, endereços, preços, horários, dúvidas em geral… 

No facebook sempre rolar promoções (nas duas vezes que fui paguei metade do preço), vale a pena ficar atento. Ah e na lanchonete The Fifties também estava rolando uma promoção conjunta (não sei se em todas as franquias ou se só na do Village Mall), quando paguei a conta ganhei um vale 2 ingressos pelo preço de 1 no Escape.

E quando sair, não esqueça de bater aquela foto com muitas plaquinhas com sua turma!
Quem for me conta o que achou, ta?  
  Em dezembro eu e marido completamos sete anos de casados. E quase nunca conseguimos comemorar no dia certo. Em 2016 conseguimos. O combinado era irmos na sexta depois do almoço para uma Guest House e ficar até domingo. Porém foi tudo tão incrível que reorganizamos nossos trabalhos e acabamos ficando até segunda-feira de tarde. Hoje vim conta para vocês um pouco da Guest House em que ficamos. Primeiro quero explicar um pouco do conceito de Guest House para vocês. De acordo com a Wikipédia:
Guesthouse é um estilo de atendimento para estadia. Muito comum na Europa, o viajante, turista ou qualquer pessoa que esteja procurando um lugar para passar a noite com um custo mais barato, se hospeda numa “guesthouse”. Funciona geralmente como um albergue, porém, um albergue é como um hotel mais barato, mas uma guesthouse é como alugar um quarto na casa de uma pessoa, onde você tem total privacidade e alguns serviços incluídos.
Como aqui no Brasil nem tudo é como deveria ser, a Guest House que escolhemos tem preço de hotel mesmo. Mas o conceito é de ‘casa’ e não hotel. Ou seja, esqueça recepções, atendimento ao hospede, vallet, salão de refeições, centro de lazer e informática… Lá é uma casa, onde você se hospeda em um quarto, pode ler o jornal (ou fuçar no celular) na varanda, ver tv na sala de estar e tomar café da manhã na sala de jantar, junto com os outros hóspedes. Como bons amigos, todos na mesa de 6 lugares, ou no delicioso sofá da sala. Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas é muito gostoso. o clima é bem amistoso e agradável. A casa tem se não me engano apenas oito quartos e quando fomos só tinha mais dois quartos ocupados então nem esbarrávamos com os outros hóspedes direito.

A casa escolhida foi a Altos de Santa Teresa Guest House, uma casa elegante e sofisticada que está situada na área mais nobre do Rio de Janeiro, com vista panorâmica para a Baía da Guanabara e as duas atrações mais emblemáticas da “Cidade Maravilhosa”: Pão de Açúcar e Cristo Redentor (uma das 7 maravilhas do mundo moderno).

Oferece uma tranquilidade máxima, onde se consegue relaxar, encontrar o sossego e a paz rodeado pela natureza. Um refúgio romântico para casais e para a família inteira, calmo com a verdadeira essência do bairro de Santa Teresa, um lugar que preserva a autenticidade e a tradição. Valorizam muito o lado humano e o conceito de “handmade hospitality” está presente em cada momento com os hóspedes. O lugar é realmente lindo, a vista é indescritível, o atendimento super prestativo e a casa?! Minha gente a casa é lindaaa!

Ficamos em um quarto super luxuoso, amplo e com uma decoração super elegante. Assim que entramos no quarto somos tomados por um delicioso aroma de capim limão bem suave e embalados por uma bossa nova tocando baixinho de forma perfeita.

A cama king size com lençóis macios (sou muito chata com isso), limpos e travesseiros fofos.

Nosso quarto tinha uma hidromassagem no banheiro (que era bem amplo) e um ducha dos deuses!!! Ah e vale lembrar que a pia tinha uma ótima bancada onde pude colocar todas as minhas maquiagens, cremes e perfumes (quer acabar comigo é viajar e não ter bancada no banheiro  -_-   ) .

Também contamos com um closet em tamanho bem digno para pendurarmos as roupas, guardar sapatos e bolsas.

Uma escrivaninha para trabalhar (mas de boa, quem vai para um paraíso daqueles e pensa em trabalho?!), uma tv bem pequena. Se deitar na cama você mal consegue ver a tv. Não que isso tenha feito diferença pois só usamos a tv ligada no canal de áudio (o volume era bem bom e dava para ouvir a música até no banheiro).
Os ambientes comuns da casa possuem decoração bem elegante, com uma misturinha de moderno com Dom Pedro I.

Por não se tratar de um hotel, não existe serviço de quarto, a cozinha serve um farto café da manhã até as 11h, se não me engano e alguns lanches bem simples como misto quente e suco de laranja.

Esqueci de bater foto do aparador lateral com todas as guloseimas para o café… Mas acreditem, estava super bem servido.





No frigobar do quarto tinha vinho, refrigerante, água, cerveja, chocolate e batata chips. Nos pedimos duas garrafas de champagne no ato da reserva e ficavam a nossa disposição na cozinha, era só pedir que a mocinha levava para gente.
Além da hidro no quarto, meu passatempo favorito foi a jacuzzi aquecida com vista deslumbrante que tem no deck…

Levamos para provar uma Rekorderlig Cider Morango-Lima. PERFEITA.



Lá nos serviram uns Wellcome Drinks com umas batatinhas e foi um dos melhores momentos de todo o fim de semana. Ambiente romântico, água quentinha, jatos massageando o corpo cansado, caipirinha de maracujá, batatinha, meu amor, aquela vista… Não vou dizer mais nada…Só imaginem!

Tinha piscina sem ser aquecida, mas o clima estava bem gelado e eu não me aventurei na água gelada não.

Todo mundo que trabalha lá é super atencioso, fazem de tudo para fazer com que fiquemos bem a vontade. Não tenho do que reclamar do atendimento, de verdade. A gerente ajudou a gente a escolher o que iríamos fazer pelo bairro, onde comer, onde passear. No domingo choveu muito e não queríamos sair, o clima estava super ameno, aquele  barulho de chuva, eu e marido de chamego… Pedimos uma sugestão e pedimos um almoço delicinha em um restaurante local que entregou lá na casa para gente. O pessoal da cozinha pôs a mesa para gente e deram todo o suporte que precisamos para almoçar ali dentro, quetinhos, só no amor, curtindo a chuva. Foi incrível!

O que pega um pouco é a localização. Santa Teresa é m bairro de ladeiras de paralelipípedos. Quem não conhece (como a gente) sofre para encontrar os endereços e fazer o carro subir nas ladeiras, então recomendo que usem o serviço de táxi do próprio bairro (Uber cancelava a corrida todas as vezes). Foi a melhor coisa que fizemos. Baixei um aplicativo chamado Santaxi e foi a salvação. Os motoristas conhecem tudo, os carros são equipados com bons pneus e ninguém derrapa nas subidas.

Sou muito chata com acomodações e posso dizer com toda a sinceridade do mundo que esse foi um dos melhores lugares que já fiquei. Recomendo com todo meu coração. Atendeu minhas expectativas, nosso aniversário de casamento foi perfeito.



Fica aqui meu agradecimento a todos os funcionários e colaboradores da Guest House Altos de Santa Teresa, vocês foram ótimos, mesmo.
Quando se trata de primeira viagem para Argentina, um dos passeios que não podem faltar é uma noite de Tango portenho. Ainda aqui no Brasil, o meu querido Dr Acrysio recomendou o Rojo Tango.
Chegando na cidade dos hermanos tivemos a confirmação de que se tratava de algo muito maior que um simples show de tango, era toda uma super experiência. Não tivemos como escolher outro, tinha que ser esse.

Look da noite contou com tubinho da Folic, top de renda da Hope, sapatos Santa Lolla e bolsinha do acervo pessoal.


O show se passa no luxuoso Hotel Faena. Para quem não está hospedado por lá, um motorista particular irá buscar na porta do seu hotel. Ao chegar somos encaminhados ao salão do jantar. Todo branco com grandes sofás e unicórnios de olhos vermelhos na parede e com lustres suntuosos, o salão é uma grande mistura de glamour e creepy.




Lá podemos escolher nossa bebida, que é liberada a noite toda. E também os pratos que iremos degustar (entrada, principal e sobremesa). Coloquei uma descrição bem ampla dos pratos, nas legendas das fotos pois lembrei de bater a foto mas não lembro nem por um decreto a descrição de cada comida.

Entrada de camarões


Prato principal de medalhão de cordeiro


Cheesecake desconstruído de frutas vermelhas com doce de leite


Como era de se esperar estava tudo estupendo, muito gostoso mesmo. O meu prato favorito foi a entrada, os sabores estavam muito bem harmonizados e os temperos se destacavam a cada garfada.
Após a sobremesa e um Nespresso, somos encaminhados para a sala do show. Um lugar pequeno, sem muito luxo, porém muito bonito.

Nunca assisti a um show de tango para poder comparar, mas achei muito legal. Os dançarinos eram muito talentosos, a orquestra impecável e os cantores de cair o queixo. Não sei se essa opinião foi alterada pelo fato de já ter tomado umas 4 taças de vinho branco  Terrazas e estar na segunda de Champanhe Baron B.



O banheiro do hotel é uma atração a parte e todo mundo tira milhões de fotos lá dentro. Todo feito em mármore Carrara, com torneiras em formato de cisnes de prata e portas espelhadas, não tinha como resistir…

Selfie Sisters




A noite foi realmente uma das melhores da minha vida, foi tudo mágico e claro que a companhia do meu marido e da minha irmã tornaram tudo ainda mais perfeito.


Com tudo isso pode-se imaginar que não é uma experiência muito em conta, né!? É mais um investimento em ótimas memórias.
Mas não precisa gastar uma fortuna para ver um maravilhoso show de tango quando estiver na Argentina. O Señor Tango é super famoso, tem um preço justo e uma estrutura de dar inveja a Broadway. Fica a dica.
Se ficou alguma dúvida, pode deixar nos comentários, mandar e-mail que ficarei feliz em responder. Vou fazer outros posts sobre a viagem para Argentina, ainda tenho muita dica boa para dar.