7 Anos de Casados
Rojo Tango
Alongamento de Cílios
Água Saborizada

Com lojas no Arpoador, Leblon e Barra, a marca une o know-how do chef Thomas Troisgros e do empresário Rony Meisler, do Grupo Reserva.  Aberta em 2013, na Galeria River, no Arpoador, a Reserva T.T. Burger é a primeira hamburgueria 100% brasileira. Hoje com três lojas, a segunda inaugurada em 2014, no Leblon, e a terceira em 2015, na Barra da Tijuca, a marca já é um dos pontos gastronômicos favoritos dos cariocas quando o assunto é o sanduíche que é uma unanimidade mundial. Com média de 20 mil hambúrgueres vendidos no mês, o “matador de fome” nasceu da ideia dos sócios de unir o know-how que tinham em suas áreas.

Se você é carioca, mora por aqui ou já veio à passeio, é bem provável que já tenha escutado falar ( ou tenha experimentado) do T.T. Burger. Uma hamburgueria de alta classe, toda descolada e fofa. Estava louca para conhecer e aproveitei as férias do marido para matar o desejo.


tt-burger

Lá você pode escolher entre sentar do lado de dentro ou na varanda.



A casa conta com poucas opções no cardápio, porém tudo é extremamente personalizado. Fomos visitar a loja da Barra da Tijuca, em um dia de semana de noite. Estava bem tranquilo, nem muito vazio nem muito cheio. Assim que chegamos um rapazinho veio nos apresentar a casa, explicou cada item do cardápio, falou sobre as cervejas disponíveis naquela noite, enfim foi super simpático e solícito.


Mais por dentro do esquema da casa (sem garçons, onde o primeiro pedido precisa ser feito direto no caixa – onde rola aquela fila básica- e os outros podem ser feitos direto com o rapaz simpático) escolhemos nosso ‘matador de fome’, os ingredientes extras, eu e marido escolhemos uma boa cerveja artesanal para harmonizar e deixamos a sobremesa para depois.



Como éramos 4 pessoas deu para cada dupla pedir uma opção de batata (batata palito frita comum e a batata do Thomas – chips no vinagre e sal) e provamos as duas. Lá você encontra o ketchup de goiabada (o sabor é levemente diferente – mas se comer sem prestar atenção passa por de tomate tranquilamente).



Existe a opção de hambúrguer vegetariano com um super cogumelo no lugar da carne. Ele é feito em uma parte da chapa separado, onde não tem nenhum contato com as carnes. Era tão lindo e convidativo que acabei colocando o cogumelo como ingrediente extra no meu T.T. BURGER ( 200g de carne, queijo meia cura, tomates frescos, alface romana, picles crocante, molho T.T.), também coloquei carne seca crispy. E escolhi o pão de pimenta (levemente apimentado e muito saboroso).



O marido também personalizou bem o T.T.ZÃO dele (carne em dose dupla). Ele ficou uma graça com o babador que a casa oferece para você não se sujar enquanto come.


Os hambúrgueres ficaram prontos bem rapidinho e estavam muito gostosos. A gente se lambuza bem para comer pois é tudo muito suculento (mas sem ser gorduroso – o que é uma vitória da rede)!


Irmã mais velha serve para tirar foto nessas horas mesmo... rs

Irmã mais velha serve para tirar foto nessas horas mesmo… rs


Depois é a hora da sobremesa. Escolhemos os churros para comer e um ‘Sacode’ (um milkshake menos batido) de paçoca para tomar.  A escolha foi um pouco equivocada pois acabou ficando muito doce e enjoativo. Creio que apenas um ou outro seria melhor.  Depois de tanto doce fui pedir uma garrafinha de água mineral e o rapaz simpático me ofereceu a água da casa, devidamente filtrada e bem gelada. Curti a delicadeza.


Cada porção vem 3 palitos de churros fritos, enfiados em um copo doce de leite. O palito é vazado no meio (igual um canudo).


Sacode, Mô!


Flagra!

Flagra!



Saímos de lá super satisfeitos (para não dizer rolando) e certos que voltaremos.


Vale a pena ressaltar que a marca é elitizada, seus endereços são sempre em áreas nobres e os preços são bem altos para o tipo de culinária (hambúrguer e batata frita + milkshake ). Gastamos entre R$130 e R$170 por casal (a bebida -refri ou cerveja- faz a diferença).

T.T. BARRA
Avenida Olegário Maciel, 460 loja D – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Tel.: (21) 96458-8675

Horário de funcionamento:
seg. à qua. – 12h a 00h / qui à sab. – 12h as 05h / dom. – 12h as 00h

Site

Abriu no início do ano um pub no quarteirão da frente de onde moro. Eu e marido corremos para conhecer o local e ficamos muito felizes.

f04
Ambiente agradável, bem refrigerado, sem poluição visual, música boa, porém o atendimento estava, apesar de bem intencionado, um pouco perdido. Vou acreditar que foi por conta do pouco tempo de abertura da casa.

f05
O Flags fica nos fundos de um restaurante famoso da cidade. Mas a entrada principal é pela rua lateral.
O cardápio de drinks é bem honesto e os petiscos variados. Tendo a opção de pratos a la carte para todos os gostos. Tem também algumas cervejas especiais e chopp.

f03
Pedimos uma entradinha que achamos bem fraca, mas depois pedimos uma porção de fritas e um hambúrguer que estavam espetaculares, mas esquecemos de tirar fotos.


Entrada de linguiças variadas: fraco. Sabores bem comuns, nada de mais e preço salgado.


O maior erro do atendimento foi quando perguntamos sobre o hambúrguer (se acompanhava fritas) e todos os atendentes falaram que não. Logo pedimos uma porção a parte. E quando chegou, qual foi nossa surpresa? O hambúrguer vinha sim com fritas. Sem problemas porque batata frita nunca é de mais. Porém antes de irmos embora, conversei com o rapaz que ficava no caixa e parecia ser encarregado pelo local e agora até na página deles no Facebook vem avisando que todos os sanduíches acompanham fritas. Ponto para eles. Reconheceram o erro e concertaram. Isso faz muita diferença.

Em breve voltaremos lá para jogar dardos, beber com os amigos e ouvir boa música (rock do bom). Música essa até o momento que vem de alto falantes. Mas o local pede uma boa banda de rock ao vivo. Ficaria delicinha (oh a dica ae)!
Para mais informações clique aqui.

Beijoooos


Búzios tem uma infinidade de pousadas e hotéis. Várias opções para todos os bolsos. Já fiquei hospedada em zilhões por lá.
Na comemoração do meu aniversário de casamento nos hospedamos por 3 dias na Pousada Praia e Conforto. Ela fica a duas quadras da Rua das Pedras. Ou seja, é bem pertinho mesmo, mas o barulho da night não atrapalha seu sono (ou seu namoro).

quarto (3)
quarto (1)
quarto (2)

A pousada é bem novinha e super limpinha. Todos os ambientes eram super cheirosos e isso me conquistou. Ficamos no quarto simples e ele era bem grande. Com ar condicionado e ventilador de teto bem potentes, um frigobar (que eles não enchem- basta você ir em um mercadinho e comprar o que vai querer beber no quarto) e um armário. O banheiro é quase pequeno porém completo, novo e a limpeza do local me surpreendeu novamente: rejuntes branquinhos.

14
O café da manhã é ok. Nada de mais, nem de menos… É servido em um pequeno salão ao lado da recepção e é buffet. Não espere grandes opções ou uma imensidade de sabores. Mas o pão é fresco, o bolo é gostoso, os frios são frescos e os sucos são gostosos.
Roupa de cama e banho de ótima qualidade, colchão e travesseiros bem gostosos.

13

Minha única crítica negativa fica por conta do tato com o cliente. Domingo na hora de ir embora, nosso check-out era meio dia. Na sexta eu tinha perguntado se havia possibilidade de fazer um late check-out no domingo, lá pelas 17 horas. Me foi dada quase certeza, mas pediram para confirmar no domingo de manhã. Quando fui fazer a confirmação, já era outra moça na recepção e ela disse que não ia dar. Expliquei que íamos fazer um passeio de barco, voltaríamos sujos de praia e queríamos descansar antes de pegar a estrada… Ela nos ofereceu um banheiro para tomarmos banho, porém o quarto teria que ser liberado meio dia. Aceitei, afinal o late check-out não é obrigatório e eu sei disso.

Quando expliquei para meu marido ele ficou me olhando esquisito e foi na recepção enquanto eu tomava o café da manhã. Quando ele voltou disse “pronto, resolvido”. Ele simplesmente pagou mais meia diária para que pudéssemos ficar até meia noite se fosse o caso.

Agora o que me chateou mesmo foi porque a moça não me disse que precisava pagar pelo late check-out?! Dinheiro não era o problema, queríamos um lugar para ficar e descansar depois do passeio de barco.

Enfim, achei o comportamento oportunista e despreparado. Afinal, se eu podia pagar por mais meia diária era obvio que o quarto não estaria ocupado depois do nosso check-out. E o pior de tudo é que eu não ia me incomodar de pagar (tanto que pagamos), mas não passar a informação correta para o cliente é tiro no pé.

A cidade tem muitas opções de hospedagem. Depois dessa chateação na hora de ir embora, pensaria duas vezes em voltar lá. Não faltam pousadas no mesmo estilo por ali que lidem melhor com o cliente. Mais tato, mais simpatia, mais boa vontade e principalmente: mais sinceridade.