7 Anos de Casados
Rojo Tango
Alongamento de Cílios
Água Saborizada
A dica de aplicativo hoje é super fofa e útil. O app ‘Tem Açúcar?‘  é uma plataforma que estimula o empréstimo de coisas entre os vizinhos. Assim você pratica mais o consumo consciente, não gasta dinheiro atoa, conhece melhor seus vizinhos e talvez faça boas amizades!

Ou seja, você posta lá que está precisando de um rádio para a festa de sábado e quem tiver o aplicativo em um raio de X quilômetros (você seleciona a distância) recebe esse pedido. Se alguém puder te emprestar vai entrar em contato, vocês combinam os termos do empréstimo e prontinho. Depois ambos fazem avaliações sobre como foi a experiência e o mundo ganha um pouco mais de esperança.

Já atendi pedido de jornal velho para pintar a cozinha, coisas de praia para uma festa de aniversário surpresa e até um tênis.

A ideia pode parecer um pouco louca quando pensamos que a humanidade anda tão escrota, mas vale a pena apostar nas pessoas. Pode dar errado? Pode. Mas quando dá certo é tão legal…

O app é gratuito e tem para IOS e Android. Quando eu morava em Rio das Ostras não tinha ninguém cadastrado, mas agora que estou de volta a capital as possibilidades são enormes.

O design é bem intuitivo, fofo e leve. Agora espalhe essa ideia para todo mundo. Quanto mais gente usando, melhor fica. Imagina poder pedir um ovo para aquele bolo do lanche da tarde, o espeto para o churrasco de domingo, a barraca de camping para o programa de última hora do fim de semana…
  Em dezembro eu e marido completamos sete anos de casados. E quase nunca conseguimos comemorar no dia certo. Em 2016 conseguimos. O combinado era irmos na sexta depois do almoço para uma Guest House e ficar até domingo. Porém foi tudo tão incrível que reorganizamos nossos trabalhos e acabamos ficando até segunda-feira de tarde. Hoje vim conta para vocês um pouco da Guest House em que ficamos. Primeiro quero explicar um pouco do conceito de Guest House para vocês. De acordo com a Wikipédia:
Guesthouse é um estilo de atendimento para estadia. Muito comum na Europa, o viajante, turista ou qualquer pessoa que esteja procurando um lugar para passar a noite com um custo mais barato, se hospeda numa “guesthouse”. Funciona geralmente como um albergue, porém, um albergue é como um hotel mais barato, mas uma guesthouse é como alugar um quarto na casa de uma pessoa, onde você tem total privacidade e alguns serviços incluídos.
Como aqui no Brasil nem tudo é como deveria ser, a Guest House que escolhemos tem preço de hotel mesmo. Mas o conceito é de ‘casa’ e não hotel. Ou seja, esqueça recepções, atendimento ao hospede, vallet, salão de refeições, centro de lazer e informática… Lá é uma casa, onde você se hospeda em um quarto, pode ler o jornal (ou fuçar no celular) na varanda, ver tv na sala de estar e tomar café da manhã na sala de jantar, junto com os outros hóspedes. Como bons amigos, todos na mesa de 6 lugares, ou no delicioso sofá da sala. Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas é muito gostoso. o clima é bem amistoso e agradável. A casa tem se não me engano apenas oito quartos e quando fomos só tinha mais dois quartos ocupados então nem esbarrávamos com os outros hóspedes direito.

A casa escolhida foi a Altos de Santa Teresa Guest House, uma casa elegante e sofisticada que está situada na área mais nobre do Rio de Janeiro, com vista panorâmica para a Baía da Guanabara e as duas atrações mais emblemáticas da “Cidade Maravilhosa”: Pão de Açúcar e Cristo Redentor (uma das 7 maravilhas do mundo moderno).

Oferece uma tranquilidade máxima, onde se consegue relaxar, encontrar o sossego e a paz rodeado pela natureza. Um refúgio romântico para casais e para a família inteira, calmo com a verdadeira essência do bairro de Santa Teresa, um lugar que preserva a autenticidade e a tradição. Valorizam muito o lado humano e o conceito de “handmade hospitality” está presente em cada momento com os hóspedes. O lugar é realmente lindo, a vista é indescritível, o atendimento super prestativo e a casa?! Minha gente a casa é lindaaa!

Ficamos em um quarto super luxuoso, amplo e com uma decoração super elegante. Assim que entramos no quarto somos tomados por um delicioso aroma de capim limão bem suave e embalados por uma bossa nova tocando baixinho de forma perfeita.

A cama king size com lençóis macios (sou muito chata com isso), limpos e travesseiros fofos.

Nosso quarto tinha uma hidromassagem no banheiro (que era bem amplo) e um ducha dos deuses!!! Ah e vale lembrar que a pia tinha uma ótima bancada onde pude colocar todas as minhas maquiagens, cremes e perfumes (quer acabar comigo é viajar e não ter bancada no banheiro  -_-   ) .

Também contamos com um closet em tamanho bem digno para pendurarmos as roupas, guardar sapatos e bolsas.

Uma escrivaninha para trabalhar (mas de boa, quem vai para um paraíso daqueles e pensa em trabalho?!), uma tv bem pequena. Se deitar na cama você mal consegue ver a tv. Não que isso tenha feito diferença pois só usamos a tv ligada no canal de áudio (o volume era bem bom e dava para ouvir a música até no banheiro).
Os ambientes comuns da casa possuem decoração bem elegante, com uma misturinha de moderno com Dom Pedro I.

Por não se tratar de um hotel, não existe serviço de quarto, a cozinha serve um farto café da manhã até as 11h, se não me engano e alguns lanches bem simples como misto quente e suco de laranja.

Esqueci de bater foto do aparador lateral com todas as guloseimas para o café… Mas acreditem, estava super bem servido.





No frigobar do quarto tinha vinho, refrigerante, água, cerveja, chocolate e batata chips. Nos pedimos duas garrafas de champagne no ato da reserva e ficavam a nossa disposição na cozinha, era só pedir que a mocinha levava para gente.
Além da hidro no quarto, meu passatempo favorito foi a jacuzzi aquecida com vista deslumbrante que tem no deck…

Levamos para provar uma Rekorderlig Cider Morango-Lima. PERFEITA.



Lá nos serviram uns Wellcome Drinks com umas batatinhas e foi um dos melhores momentos de todo o fim de semana. Ambiente romântico, água quentinha, jatos massageando o corpo cansado, caipirinha de maracujá, batatinha, meu amor, aquela vista… Não vou dizer mais nada…Só imaginem!

Tinha piscina sem ser aquecida, mas o clima estava bem gelado e eu não me aventurei na água gelada não.

Todo mundo que trabalha lá é super atencioso, fazem de tudo para fazer com que fiquemos bem a vontade. Não tenho do que reclamar do atendimento, de verdade. A gerente ajudou a gente a escolher o que iríamos fazer pelo bairro, onde comer, onde passear. No domingo choveu muito e não queríamos sair, o clima estava super ameno, aquele  barulho de chuva, eu e marido de chamego… Pedimos uma sugestão e pedimos um almoço delicinha em um restaurante local que entregou lá na casa para gente. O pessoal da cozinha pôs a mesa para gente e deram todo o suporte que precisamos para almoçar ali dentro, quetinhos, só no amor, curtindo a chuva. Foi incrível!

O que pega um pouco é a localização. Santa Teresa é m bairro de ladeiras de paralelipípedos. Quem não conhece (como a gente) sofre para encontrar os endereços e fazer o carro subir nas ladeiras, então recomendo que usem o serviço de táxi do próprio bairro (Uber cancelava a corrida todas as vezes). Foi a melhor coisa que fizemos. Baixei um aplicativo chamado Santaxi e foi a salvação. Os motoristas conhecem tudo, os carros são equipados com bons pneus e ninguém derrapa nas subidas.

Sou muito chata com acomodações e posso dizer com toda a sinceridade do mundo que esse foi um dos melhores lugares que já fiquei. Recomendo com todo meu coração. Atendeu minhas expectativas, nosso aniversário de casamento foi perfeito.



Fica aqui meu agradecimento a todos os funcionários e colaboradores da Guest House Altos de Santa Teresa, vocês foram ótimos, mesmo.
Então 2016 foi embora e deixou um gosto amargo na boca de muita gente. Entendo e respeito, mas conservo o meu direito de dizer que para mim foi um ano incrível. Tive muitas vitórias, dei início a planos estratosféricos e aprendi muito com todos os erros e tropeços. Sim, o saldo de 2016 para mim foi positivo. Agora em 2017 espero um ano mais duro, sei que as coisas estão feias para o nosso país. Entendi que 2016 me preparou, me deixou forte e atenta para tudo que esta por vir.

Desejo um mar de paciência para todos vocês, muita calma e serenidade com as atribulações, muito amor frente a essa onda de ódio que vivemos, muita paz em seu travesseiro, muito companheirismo, muito acolhimento, muita simpatia e muita sabedoria. ❤

Eu e minha família amada desejando um mundo de felicidades para todos vocês nesse ano novo e em todos os anos!